marketing, Author at Canada Immigration Service | E-Visa Immigration

Dicas Canadá

(por Marina Monaco – SELC)




A SELC English Centre e Career College foi fundada originalmente em 1985, na cidade de Sydney, Austrália. Junto com Bondi Beach (também na Austrália) e mais uma sede em Manila (Filipinas), o Canadá era o país que faltava para a SELC receber nossos alunos no hemisfério Norte Americano.

Em 2012, Vancouver foi eleita a Cidade que seria a sede da SELC no Canadá, não apenas pela beleza natural indescritível mas também devido a excelente qualidade de vida da cidade e pela cultura cosmopolita que Vancouver oferece aos seus residentes.

Localizada no coração de Gastown, um dos bairros mais tradicionais do Centro de Vancouver, a SELC possui de fácil acesso a todos os tipos de transporte Público.

Considerada uma escola-Boutique de médio porte, o Ensino e atendimento aos alunos torna-se bem mais pessoal e constante, fazendo com que as salas sejam compactas para que os alunos tenham uma relação próxima com seus professores e Instrutores, tornando a aprendizagem e a troca de conhecimentos entre alunos-colegas e professores frequente.  

Além de professores qualificados e muitas vezes ativamente atuantes no Mercado de trabalho que estão lecionando, o mix de Nacionalidades da SELC é extremamente diverso, tornando a experiência cultural dos nossos alunos engrandecedora e com possibilidades reais de networking em todo o mundo.

A SELC se dedica em oferecer excelência acadêmica e atendimento pessoal para todas as nacionalidades que desejam aprender Inglês e/ou estar em contato com o Ensino Superior e mercado de trabalho no Canada, fazendo com que a experiência dos nossos alunos seja unica e inesquecivel.


Nossos Programas

A SELC é uma Escola completa, que oferece desde programas de aprendizagem da Língua inglesa de curta duração para todos os níveis, aulas em Inglês focadas em algumas habilidades como English for Business, Listening and Speaking, Costumer Service etc. até programas co-op de Ensino superior que permitem que os alunos trabalhem durante todo o período em que estão estudando.



Progamas de ESL (English as a Second Language)

Os programas de Inglês durante as manhãs, também conhecidos como General English, são perfeitos para alunos que buscam poder usar a Língua Inglesa de forma mais confortável em todas as situações do dia-a dia.

Nestes programas todas as habilidades básicas para a aprendizagem de uma lingua estrangeira são trabalhadas de forma focada e didática, independente do nivel de ingles que o aluno apresente.

Para medir o desempenho dos alunos, a cada 4 semanas os professores se reunem individualmente com cada estudante para um feedback pessoal para que cada uma das habilidades sejam testadas e aperfeiçoadas a cada termo.

Para o maior aproveitamento e crescimento possível, sugerimos que as aulas da manhã sejam somadas as classes Eletivas do período da tarde, que são focadas e com vocabulários específicos para a habilidade que está sendo estudada.

Uma nova modalidade que está sendo apresentada pela SELC são as aulas chamadas Learning by doing (Aprenda fazendo), que são programas com ciclos de 4 semanas focados em skills específicas: Barista e Yoga in English.

Ambos programas podem ser realizados independentes ou junto dos nossos programas de General English ou Career College, ja que são oferecidos no período da tarde.

Os programas chamados Learning by doing são ótimas opções para quem procura um programa focado, de curta duração e que garantem um Skilled Certificate ao final dos programas, tornado a sua busca por emprego no Canada ainda mais atrativa e promissora.  

Preços a partir de $190 por semana.



Programas Estudo+Trabalho (Co-op)

Em paralelo aos programas de Inglês, que não exigem conhecimento prévio em Ingles, os Programas de co-op Estudo+trabalho sao otimas opcoes de média e longa duração para alunos que ja possuem nivel Intermediario em Ingles e um diploma no Ensino médio ou Ensino superior no país de origem.

Os programas de co-op abrangem duas áreas de trabalho extremamente aquecidas no Canada: Business e Hospitality Management e são compostos pos 2 partes: a primeira metade do Programa se da em sala de aula, na qual os alunos têm contato com Instrutores capacitados e que atuam, ou que já atuaram, diretamente no Mercado de Trabalho Internacional, oferecendo aos alunos casos reais e práticos, para que os alunos estejam o mais preparados para aquele Mercado de trabalho específico.

Durante este primero momento do Programa, os alunos devem frequenter as aulas diariamente (ou ate 3 vezes por semana dependendo do Programa), para que adquiram toda a teoria necessaria para colocar em pratica no periodo de co-op. Durante o periodo de aulas, os alunos sao autorizados a trabalhar 20 horas por semana.  

Apos a parte academica (primeira metade do curso), os alunos iniciam a parte pratica e integrante do Programa, o famoso Co-op.

O co-op é o momento em que os alunos colocarao em pratica toda a teoria que aprederam em sala de aula num ambiente real de trabalho relacionado ao Programa de Business ou Hospitality.

Precos a partir de $4.000CAD e com possibilidade de parcelamento.



Business Foundations

Com opções duração de 6 meses ou 1 ano, os programas de Business darão uma visão geral e essencial sobre as Fundações do mundo dos Negócios: desde economia e marketing até os principios de ética e responsabilidade  social corporativa.

Os alunos graduados neste programa terão sólidas noções de abordagens comportamentais de Gestão, compreensão da importância e o valor do setor de RH e todas as ferramentas e conhecimento necessários para a gestão e gerenciamento de Operações e Projetos.


Estrutura do Programa

Business Foundations 100: 12 semanas de estudos* + 12 semanas de co-op full-time.

Business Foundations 200: 24 semanas de estudos* + 24 semanas de co-op full-time.

*Permissão de trabalho part-time.


Grade Horária

Segunda a sexta-feira das 9:00 as 15:00

Segunda a sexta-feira das 16:00 as 21:30


Certificações

SELC Certificate

WHMIS


Oportunidades de Carreira

  • Sales/Marketing assistant
  • Human Resources Assistant
  • Admin Assistant or Receptionist
  • Accounting clerks/ assistant
  • Office manager




Hospitality Management

Este programa oferece a conexão direta e ideal entre a esfera acadêmica e o mundo global da Indústria de Hospitalidade, dando aos alunos o conhecimento real e necessário que a Industria internacional está em busca.

O programa de Hospitality Management prepara os alunos com as habilidades e treinamento prático necessários para a entrada no Mercado de trabalho, com oportunidades de trabalho desde os níveis mais básicos até cargos de Gerência.  

Com mais de 200 tipos de oportunidade de trabalho em Vancouver, a Indústria de Hospitality move mais de $103.6 bilhões e; com certeza uma opção que atende a diversos tipos de interesse.


Estrutura do Programa

Hospitality Management Certificate: 12 semanas de estudos* + 12 semanas de co-op full-time.

Hospitality Management Diploma 1 ano: 24 semanas de estudos* + 24 semanas de co-op full-time.

Hospitality Management Diploma 2 anos:  48 semanas de estudos* + 48 semanas co-op full-time

*Permissão de trabalho part-time.


Grade Horária

Terca, quarta e quinta-feiras das 9:00 as 16:00

Segunda a sexta-feira das 17:00 as 21:30


Certificações

SELC Certificate ou Diploma

WHMIS

Serving it Right

FoodSave LVI

AHLEI International Certificates (de 2 a 8 certificados, dependendo da duracao do Programa)


Oportunidades de Carreira

  • Atendente de Restaurante/Bar
  • Hotel Front Desk
  • Gerente geral de Hotel
  • Gerente de Restaurante
  • Customer Service

Requerimentos de Entrada Co-op Programs

Idade minima 19 anos

Copia Passaporte

Copia Diploma Colegial ou Universidade (sem necessidade de tradução)

Nivel Intermediario de Ingles (SELC test sem custo)

Seguro Saude para todo o periodo do Programa


Para mais informacoes sobre a SELC, nossos programas, datas de início e preços, visite nosso site ou escreva-nos : marinal@selc-canada.ca

0

Dicas Canadá, Morar no Canadá, Vida no Canadá
    Para quem deseja viver fora do seu país de origem, uma das principais preocupações é: como levar o meu bichinho de estimação comigo? Por isso, resumimos algumas informações para te ajudar a viajar com o seu pet para o Canadá!

    No âmbito do Programa Nacional de Saúde Animal, a Canadian Food Inspection Agency (CFIA) estabelece alguns requisitos de importação para todos os animais e produtos de origem animal que entram no Canadá, incluindo animais domésticos. Estas exigências aplicam-se para:

    • Entrada de animais no Canadá de forma permanente
    • Animais em trânsito através do Canadá em seu caminho para um destino final
    • Entrada de animais no Canadá para uma visita temporária

    Obs: A Agência pode recusar a entrada de um animal apresentado para importação.



Requisitos para Importação e Viagens

CÃES


O pré-aviso de chegada pode ser necessário

    Alguns animais podem exigir uma inspeção pela CFIA nos portões de entrada para o Canadá. Um inspetor da CFIA não está de plantão em todos os momentos, por isso os importadores devem usar a ferramenta “Automated Import Reference System” para determinar se uma inspeção CFIA é necessária. Se for necessária, os importadores devem entrar em contato com o escritório de distrito CFIA mais próximo de seu primeiro portão de entrada no Canadá para agendar a inspeção. É responsabilidade do importador fazer o contato com o CFIA antes da viagem para garantir que a inspeção seja realizada sem atrasos.


viajar com o seu pet para o Canadá

Transporte aéreo

    • Pode ser exigida documentação adicional dos cães para que eles possam voar. Por isso, é necessário verificar com a companhia aérea quais são os requisitos.


Vacinas necessárias

    • Cães importados para o Canadá devem ter tomado todas as vacinas necessárias. Dependendo da idade, a vacinação da raiva pode ou não ser necessária.




Tarifas de Inspeção, Taxas e Impostos

    • Cães importados para o Canadá terão um controle dos documentos através da Agência de Serviços de Fronteira do Canadá (CBSA) para garantir que a vacinação de raiva do animal seja atual. O CBSA também irá inspecionar visualmente o animal para garantir que não há sinais visíveis da doença. As taxas atuais para esta inspeção são: $ 30,00 + impostos para o primeiro animal; e $  5,00 + impostos para cada animal adicional no embarque. Se as exigências de importação não forem atendidas, o animal deverá ser vacinado contra raiva no prazo de duas semanas de sua chegada no Canadá, além da seguinte taxa extra: $ 55,00 + impostos para o primeiro animal; e $ 30,00 + imposto para cada animal adicional. Todas as taxas devem ser pagas no momento da inspeção.


Pet Food



    • que fornece informações sobre os requisitos de importação para todos os produtos regulamentados pela CFIA. Para saber mais como trazer o seu animal de estimação, acesse a página oficial no site do Governo Canadense na sessão Canadian Food Inspection Agency. 


    Fonte: Canadian Food Inspection Agency (inspection.gc.ca)
0

Canada Immigration Services, Canada News
O crescimento de estudantes internacionais no Canadá tem sido continuo e o governo está encarando este fato de forma muito positiva. Aumentar os atrativos para atender a demanda é uma prioridade chave, já que contribuem com US$ 11,4 bilhões anualmente para a atividade econômica do país, enriquecem a vida de estudantes domésticos e contribuem para a internacionalização de campus canadenses. Além disso, são candidatos ideais para residência permanente, dada a sua proficiência de linguagem, credenciais de educação canadense e experiência de trabalho no país. A última Conferência Canadense de Educação Internacional (CBIE) em Halifax proporcionou ótimas estatísticas e um cenário bem amplo sobre o mercado. Um dos destaques foi uma apresentação do IRCC, mostrando que o Canadá está classificado entre os 10 principais destinos mundiais de estudo internacional EUA – 18% Reino Unido – 11% França – 7% Austrália – 6% Alemanha – 5% Federação Russa e Japão – 4% Canadá – 3% China e Itália – 2% O número de estudantes internacionais que procuram o país, continua a crescer: mais de 268.631 estudantes internacionais entraram no Canadá em 2016 – um aumento de 22% em relação a 2015 e mais de 414.946 permissões de estudo até 31 de dezembro de 2016 – um aumento de 18% em relação a 2015. Veja o quadro comparativo abaixo:

Estudantes da China e da Índia representaram 49% de todas as novas inscrições estudantis em 2016. Acompanhada da Coréia (6%), da França (4%) e do Brasil (3%) As províncias mais procuradas: Ontário (46%), British Columbia (25%) e Quebec (13%), seguidas das Prairies Provinces – Manitoba, Saskatchewan e Alberta – (11%) e Províncias do Atlântico (5%)  

Aproveite o momento e venha estudar no Canadá! Estamos à disposição para ajudar com seu visto, entre em contato conosco por e-mail contact@evisaimmigration.com e tiraremos todas as suas dúvidas!
 
0

Comportamento
Foco e eficiência são peças-chave durante sua job search no Canadá. Todos sabemos que procurar um emprego ou alcançar aquela desejada promoção na carreira não é tarefa simples e pode muitas vezes até se tornar estressante. Uma das razões mais comuns pela qual uma pessoa não alcança um objetivo é por não ter estratégia e foco claros. Para minimizar esse efeito, a sugestão é iniciar criando uma lista de “mercado de trabalho alvo”. Ter uma lista de quem são os empregadores principais da sua área ajudará você tanto na pesquisa de trabalho quanto a permanecer focado, ao mesmo tempo que te manterá de olho no resultado final (em suma, no desejado emprego).   Aqui vão 3 dicas rápidas que ajudarão você a completar sua lista:  

  1. Identifique e avalie quem são os empregadores principais e em ascensão em sua área de trabalho na região que você deseja imigrar;
 
  1. Saiba quais são seus pontos pessoais fortes e reveja algumas listas de principais empregadores no Canadá, como o GWP e Best Employers in Canada – e identifique as que estão de acordo com o que busca;
 
  1. Reveja sua lista de contatos profissionais, tanto atuais como também contatos mais antigos. Fornecedores, parceiros comerciais e clientes com os quais você teve interação no passado podem ser potenciais empregadores e estarem alinhados com seus valores e necessidades.


Com esses três passos simples, você já estará no caminho certo para encontrar o emprego que deseja e na sua área de atuação.   Caso tenha dúvidas sobre o seu perfil ou não tem certeza de como criar sua própria lista de “mercado de trabalho-alvo”, por exemplo, o nosso parceiro Rodrigo Porto, da CoachRod consultoria, poderá te ajudar.   Agora que você sabe que o cenário profissional no Canadá é positivo, agende sua consulta conosco e inicie o seu plano de imigração: http://www.evisaimmigration.com/book-consultation/   Boa sorte! O Outono é ‘timing’ ideal para ativar a sua lista e iniciar o seu plano de mudança para 2018!    


Sobre Rodrigo Porto Fundador da CoachRod, especialista em mercado de trabalho e ‘career coach’, desenvolve career coaching para ajudar newcomers ao Canadá a atingirem sucesso profissional.
0

Canada News

Manitoba anunciou uma série de mudanças no seu Programa de Nomeação Provincial, incluindo a criação de uma lista de ocupação sob demanda e um novo caminho alinhado com o sistema do Express Entry.

As medidas fazem parte de uma ampla reestruturação e renovação do Programa Provincial de Nomeação de Manitoba (MPNP) para fornecer aos recém-chegados novos caminhos para residência permanente na província. As mudanças incluem a reestruturação de três programas de imigração existentes: MPNP-B Business Immigration Stream, Skilled Worker in Manitoba Stream e Skilled Worker Overseas Stream – e a criação de um novo programa para estudantes internacionais.

Uma das principais mudanças é a introdução de uma nova lista de ocupações em demanda que será usada para priorizar as Cartas de Intenções (EOI) para convidar aplicantes do novo programa de Skilled Work Overseas. Esse programa agora será subdividido em duas categorias: o Manitoba Express Entry Pathway e o Human Capital Pathway.

O Express Entry Pathway, que deverá entrar em vigor em janeiro de 2018, permitirá que Manitoba nomeie candidatos qualificados que atendam aos critérios para o sistema do Express Entry e tenham um perfil ativo. Entre outros requisitos, será dada prioridade aos candidatos que tenham uma experiência mínima de seis meses em uma ocupação sob demanda, bem como um amigo ou parente próximo em Manitoba ou um convite válido para inscrição emitido pela MPNP.

O Human Capital Pathway é para candidatos internacionalmente qualificados com habilidades e experiência dentro da lista de Ocupações sob demanda e que demonstram um alto potencial para estabelecer-se em suas ocupações antes da chegada a Manitoba. Familiares ou experiência de trabalho anterior em Manitoba, nos últimos cinco anos, são alguns dos critérios para se qualificar para este programa.


A lista é bem vasta. Você pode conferir aqui:

http://www.immigratemanitoba.com/immigrate-to-manitoba/in-demand-occupations/#indemand



Mudanças para MPNP-B e Trabalhadores Qualificados (Skilled Workers) em Manitoba

O programa do MPNP-B foi renomeado como Business Investor Stream (BIS) e foi subdividido entre Entrepreneur Pathway e Farm Investor Pathway. 

Um comunicado de imprensa do governo disse que o BIS dará prioridade aos candidatos que iniciam um negócio nos primeiros 12 meses após sua chegada em Manitoba, especialmente àqueles que desejam estabelecer seus negócios fora de Winnipeg. Os candidatos do Entrepreneur Pathway receberiam uma autorização de trabalho temporário e, em vez de fornecer um investimento de US $ 100.000, assinariam um acordo de desempenho comercial para comprar um negócio existente na província ou começar um novo. A província diz que o novo critério está programado para entrar em vigor no primeiro trimestre de 2018.

Os novos Skilled Workers do programa de Manitoba também serão subdivididos em dois programas: Manitoba Work Experience Pathway e Employer Direct Recruitment Pathway.

O Manitoba Work Experience Pathway é para candidatos que atualmente trabalham em Manitoba com permissões de trabalho temporário e cujos empregos não são encontrados na lista de profissões sob demanda. O Employer Direct Recruitment Pathway é para candidatos internacionais com ofertas de emprego de empregadores pré-aprovados de Manitoba.


International Education Stream

O novo International Education Stream é projetado para fornecer “vias mais rápidas para a indicação provincial” para estudantes internacionais graduados em Manitoba e cujas habilidades atinjam as necessidades dos empregadores da província.

Com data prevista para início em abril de 2018, o novo programa será direcionado para graduados na área de ciência, tecnologia, engenharia e matemática e que estão completando estágios “que apoiam a inovação da indústria” em seus campos de estudo. De acordo com o governo provincial de Manitoba, os estudantes internacionais graduados nas instituições de Manitoba que encontraram um emprego de longo prazo em uma ocupação sob demanda não terão mais que trabalhar por seis meses antes de se candidatarem ao MPNP.

Essa é uma excelente notícia para quem pretende imigrar e tem Manitoba como opção.

Conheça as suas chances, agende uma consulta conosco: http://www.evisaimmigration.com/book-consultation/

10

Canada News
Nos dias 12 e 13 de outubro, nossos Consultores Marilene Quintana e Leomir Gonçalves participaram da 12a CAPICs National Citizenship & Immigration Conference e trouxeram várias novidades sobre a programação de imigração para o ano de 2018.   O evento contou com a participação de representantes do governo, do IRCC (Immigration, Refugees and Citizenship Canada), CBSA (Canada Border Service Agency), IRB (Immigration and Refugee Board of Canada) e ESDC (Employment and Social Development Canada), além de especialistas em imigração para discutir tendências, apresentar mudanças e updates dos programas.

A seguir, os principais tópicos apresentados no evento:  
  • Desenvolvimento de programa piloto chamado “Design Thinking”, com o objetivo de melhorar a experiência dos aplicantes – como por exemplo, ligar para o aplicante para esclarecimentos adicionais, oferecer alternativas de adicionar provas antes de uma recusa, e a mais importante de todas: explicar melhor a carta de recusa, atualmente considerada pouco específica e de difícil entendimento para fins de defesa. O objetivo é de o cliente ter mais claramente o motivo da recusa e não precisar depender exclusivamente de uma ATIP para desenvolver uma defesa.


  – Spouse e Sponsorship: desenvolvimento de programa piloto em que o aplicante recebe via sms atualizações referente ao andamento do processo.   – Call center: melhorar o serviço de atendimento do call center, que hoje tem uma espera muito grande. O objetivo é também o de ter um atendimento mais customizado, para otimizar as dúvidas, diminuindo também o número de ligações.   – Spouse e Sponsorship: a média de tempo de processamento das aplicações era de 12 meses. Já nesse mês de outubro, está em 10 meses. Uma das razões para essa diminuição é a de terem aumentado o número de oficiais trabalhando nesses processos.   As aplicações de Spouse e Sponsorship tendem a mudar para ser online, assim como é o Express Entry. O número de documentos desnecessários recebidos, no formato atual, é muito grande, por isso com a opção do processo ser online, passará a ter menos esse problema e, consequentemente, o processo será mais rápido. Ainda não há previsão de se e quando entra em vigor.   – Cidadania: o período mínimo de residência permanente para aplicar para a cidadania diminuiu para 3 anos, e parte de período de estudos também podem ter validade nessa contagem.

Publicamos em um dos nossos bloposts todas essas mudanças detalhadamente: http://www.evisaimmigration.com/novidades-nos-pedidos-de-cidadania-canadense/ Dica: rastreie todas as viagens para fora do país – mesmo que tenha sido somente 1 dia. Elas contam para a sua cidadania. Atente-se de que tudo esteja certo – recusas são irreversíveis, e nessa situação você terá que fazer uma nova aplicação do zero. O processing time está em 12 meses. Em casos “Straight Forward” estão ainda mais rápidos do que isso.   – Refugees: pretendem continuar trazendo refugees que possam contribuir economicamente para o Canadá. Vale somente para pessoas de alto risco.  

  • Aumentar o número de residentes permanentes: de 2008 a 2015, o número de estudantes estrangeiros no Canadá subiu para 92% este número continuará em ascensão pelos próximos 3 anos.
 
  • Aplicações dual intent, que significa àqueles que aplicam ainda do Brasil e tem a intenção de estudar e também imigrar são muito bem vistas e terão facilidade no processo.
  – LMIA: a fee (tarifa do empregador) será revisada, podendo ser reduzida. Há estudos de extinguir em 100% essa fee para contratação de Caregivers (babás de fora do Canadá).  

– Express Entry: não divulgaram quantas rodadas ainda terão até o fim do ano, mas é fato de que o programa tem dado muito certo. A tendência é seguir com a mesma média de números até o fim de 2017.  


– Proof of Funds: a avaliação será feita caso a caso. Se você, por exemplo, acumular o valor aos poucos, no período de 6 meses, ou mesmo tenha recebido uma doação de valores, o período exigido poderá ser flexível. As condições são sujeitas a análise dos oficiais de imigração.  


– Pontuação de corte: não tem número previsto para 2018. O cálculo será pelo número de pessoas que o país quer trazer. Vão tentar arredondar ao máximo o número de convidados e desenvolver critérios de desempate, sendo um deles priorizar quem estiver há mais tempo no pool.  



– Programas provinciais: o governo Canadense pretende começar a trabalhar mais com as províncias, para expandir o uso do Express Entry por elas. Este projeto está em fase de negociação com as províncias que ainda não fazem parte do sistema.   – Global Talent Stream: desde junho desse ano, empregadores podem contratar as pessoas sem precisar da comprovação de que não existe canadense para aquela vaga, o que acontece com o LMIA. O programa está dando certo e a tendência é continuar e ir se aperfeiçoando. 


Quer saber mais sobre as suas chances e opções para imigrar? Agende uma consulta conosco: http://www.evisaimmigration.com/book-consultation/
0

Canada Immigration Services, Canada News
Ontem, 1 de novembro, o Ministro de Imigração, Refugiados e Cidadania, Ahmed Hussen, apresentou o novo plano “multi-anos” para os programas de imigração federais e seus números. A perspectiva é bastante positiva: são aproximadamente 1 milhão de novos imigrantes para os próximos 3 anos! O objetivo é continuar buscando pessoas com qualificação profissional para atender à demanda de profissionais no país. Para se ter uma noção, no ano de 2017 a perspectiva é de 300.000 novos imigrantes vindos de programas de classes econômicas. Para 2018, a previsão é a de que esse número chegue a 310.000, em 2019 a 330.000 e 2020 a 340.000, como podem ser vistos no gráfico a seguir:      


Nesses números, estão inclusas as classes econômicas (Express Entry e Programas Provinciais), reunificação familiar (Sponsorship – Family Class) e refugiados, pessoas protegidas e humanitárias.

Vocês podem conferir os números dessa divisão, com detalhes, no gráfico a seguir:    




Hussen também declarou que há um movimento a favor de diminuir o tempo de processamento dos pedidos de sponsorship e cidadania. Até o ano passado, por exemplo, o processing time do sponsorship estava em 26 meses. Esse ano diminuiu para 12 meses e, em outubro, algumas aplicações já haviam sido processadas em 10 meses. Há também novidades sobre o Atlantic Pilot Program. A partir de 2018, ele passará a ter cotas individuais, com previsão de 1.000 aplicantes para 2018, 2.000 para 2019 e 4.000 para 2020!


Na nossa live de ontem, o nosso Consultor Regulamentado, Leomir Gonçalves, trouxe em primeira mão todos os detalhes desse novo plano – confiram na nossa timeline: https://www.facebook.com/evisaimmigration/videos/1708898215848635/  



Para identificar em quais dessas oportunidades você se encaixa, agende uma consulta conosco e faremos uma análise completa do seu perfil e indicaremos o melhor caminho para você: http://www.evisaimmigration.com/book-consultation/
1

Canada News
Hoje entra em vigor a segunda etapa das mudanças trazidas pela Bill C-6 para a obtenção da cidadania Canadense, anunciadas na última quarta-feira pelo Ministro da Imigração, Refugiados e Cidadania, Ahmed Hussen.   Hussen disse em um evento em Brampton, cidade da província de Ontário, que os novos requisitos tornarão o caminho para se unir à “família canadense” mais fáceis e flexíveis.   “Como um país que está comprometido com o sucesso da legalização e integração dos recém-chegados, para que eles possam reiniciar suas vidas e fazer contribuições para a nossa sociedade, temos que garantir o caminho para a cidadania para residentes permanentes”, declarou em seu depoimento.    



Mas quais são essas mudanças?    

Período mínimo de permanência exigido no Canadá   ANTES Até ontem (10/10/17), para iniciar o processo de cidadania Canadense, todo candidato deveria estar no Canadá como residente permanente por no mínimo 4 anos (1.460 dias) de um total de 6 anos. Além disso, desses dias exigidos, o candidato deveria permanecer por um período superior a 183 dias por ano nesses quatro anos – mesmo que no final dos 6 anos tenham completado o total de dias necessários.  

NOVA REGRA A partir de hoje, o período de permanência no país com status diferente de residente permanente (trabalhadores temporários e estudantes – exceto visitante/ turismo) também valem como tempo de permanência no país (até 365 dias) para o processo de cidadania, mas a contagem dessa etapa será diferente: a cada 2 dias no país, será contado como 1 dia para o processo de cidadania. Após o período de residência temporária, quando o cidadão se torna residente permanente, essa contagem automaticamente passa a ser de 1 para 1. Além disso, a exigência dos 4 anos passou a ser de 3 (1.095 dias), dentro do período de 5 anos anteriores (e não mais 6). Esses 1.095 dias agora passarão a ser independentes, sem exigência mínima anual – valendo somente esse total. Ou seja: se nesse período de 4 anos você precisar ficar 1 ano fora do Canadá, seu pedido de cidadania não ficará comprometido.  

Prova de idioma e conhecimentos gerais  
ANTES Para se tornar um cidadão canadense, todo candidato deve fazer uma prova de proficiência da língua inglesa e de conhecimentos gerais sobre o país. Até ontem, essas provas eram exigidas a todos candidatos entre 14 e 64 anos.   NOVA REGRA Com a mudança, os residentes permanentes entre 14 e 17 anos, e a partir dos 55 anos, não mais precisarão fazer os testes para a aplicação do pedido de cidadania.    

Você pode encontrar mais informações sobre o processo de candidatura à cidadania no site da Imigração, assim como os novos formulários de solicitação: http://www.cic.gc.ca/english/citizenship/become.asp  


Vale lembrar que, antes de um pedido de cidadania Canadense, você precisa já ter passado por algum dos processos de imigração e se tornado um residente permanente. Conheça alguns dos nossos programas no nosso vídeo abaixo: https://www.youtube.com/watch?v=d94UemvFxjg    

Conheça também as suas chances de elegibilidade com as nossas ferramentas do free assessment:   Express Entry Programs http://www.evisaimmigration.com/free-assessment/   BC PNP http://www.evisaimmigration.com/bc-pnp-assessment-tool/    


Para uma análise mais detalhada do seu perfil e entender os melhores caminhos para imigrar, agende uma consulta conosco: http://www.evisaimmigration.com/book-consultation/
0

Canada Immigration Services
Posso tirar a BCID no ICBC? Para a BCIT eu preciso do CELPIP? Qual a nota do IELTS que corresponde ao CLB7? O RCIC é quem cuida do BC PNP? O que é melhor para mim no EE: o FSW ou o CEC? Para o OWP preciso do SIN? PR tem MSP? Não entendeu nada? Não se preocupe! No post de hoje vamos trazer as siglas mais utilizadas no universo da imigração canadense e seus consecutivos significados. Coloque nosso texto em seus favoritos e não passe mais apuros para entender as nomenclaturas canadenses.  


A

AB (Alberta) Sigla da província de Alberta, cuja capital é Edmonton.  

AINP (Alberta Immigrant Nominee Program) É um programa de imigração econômica operado pelo governo de Alberta com o departamento de Imigração, Refugiados e Cidadania Canadá (IRCC) do Governo do Canadá. Ele visa apoiar o crescimento econômico de Alberta atraindo e mantendo pessoas preparadas para trabalhar na província.
ATIP (Access to Information and Privacy) Acesso que cede aos cidadãos canadenses, residentes permanentes ou qualquer pessoa (ou entidade) presente no Canadá o direito legal de obter informações, sob qualquer forma, que esteja sob o controle de uma instituição governamental. Um uso muito comum é quando um visto é negado, por exemplo. Nessa situação, solicitamos uma ATIP para entender a razão da negativa e elaborar um plano de ação para que uma nova solicitação seja aceita.    

B

B-1 (Business-1) Visto direcionado a estrangeiros que passarão um curto espaço de tempo no país para atividades específicas. Ex.: eventos profissionais, treinamento específico de uma empresa, etc. Um dos requisitos para a sua emissão é apresentar documentação que comprovem a relação com empresas no Canadá.
BC (British Columbia) Sigla de uma das províncias mais importantes do Canadá. Nela estão as cidades de Vancouver e Victoria (sua capital).  
BCID (British Columbia Identity Card) É o cartão de identidade da província de British Columbia. Funciona como um RG no Brasil. Ele possui sua foto, endereço e assinatura. Essa identificação é necessária para residentes a partir de 12 anos.
BC PNP/ BCPNP (British Columbia Provincial Nominee Program) Programa de imigração provincial de British Columbia.
BOWP (Bridging Open Work Permit) Permissão de trabalho dada a quem já deu entrada no pedido de residência permanente e está com a atual para vencer antes do resultado do pedido de imigração.
BWP (Bridging Work Permit) Permissão de trabalho dada a quem já deu entrada no pedido de residência permanente e está com a atual para vencer antes do resultado do pedido de imigração. A diferença dele para o BOWP é a de que ele é restrito ao atual empregador.    

C

CAD (Canadian Dollar) Nome da moeda oficial do Canadá. Ela pode ser simbolizada por CAD ou C$.
CAQ (Certificate of Acceptance to Quebec) Autorização específica do Governo de Quebéc obrigatória para quem deseja estudar ou trabalhar na província.
CBSA (Canada Border Service Agency) É o órgão responsável por fornecer serviços de proteção, controle e avaliação de tudo e todos que desejam atravessar a fronteira, em nome de outros departamentos e agências governamentais, para viajantes, importadores e exportadores, em cerca de 1.200 pontos de entrada (POE), incluindo escritórios de fronteira terrestre, centros internacionais de processamento de correio, aeroportos, e uma série de outros locais de serviços.
CEC (Candian Experience Class) Um dos programas de imigração através do Express Entry. A base desse programa é ter uma experiência profissional de no mínimo 1 ano no Canadá. Para entrar no pool de candidatos dessa categoria, é fundamental que a sua profissão seja considerada qualificada e que esteja listada entre o que chamamos de NOC (National Occupational Classification) 0, A ou B.
CELPIP (Canadian English Language Proficiency Index Program) É um teste de avaliação de proficiência da língua inglesa que mede habilidades de escuta, leitura, escrita e fala. O teste CELPIP é oferecido em duas versões: CELPIP-General e CELPIP-General LS (esse último, para quem vai solicitar a cidadania canadense). Ele é requisito para pessoas que precisam de provas de habilidades de língua inglesa quando se candidatam ao status de residente permanente no Canadá ou para algumas situações de trabalho. Disponível apenas para quem reside no Canadá.
CIC (Citizenship and Immigration Canada) Esse é o antigo nome dado ao departamento do governo responsável por todas as questões imigratórias. São para eles que todos os pedidos de vistos e processos de imigração são enviados para avaliação.
CLB (Canadian Language Benchmark) Compreende uma escala de até 12 pontos que mede a proficiência na língua inglesa ou francesa, utilizado para guiar o ensino e avaliação de estudantes de um dos idiomas (a partir do resultado das provas do IELTS ou CELPIP para inglês ou TEF para o francês). Os 12 benchmarks do CLB são divididos em 3 partes: Fase I: Proficiência Básica; Estágio II: Proficiência Intermediária; e Fase III: Proficiência Avançada. Ele cobre quatro habilidades: ouvir, falar, ler, escrever.
CO-OP (Co-Operative Education) É uma parte obrigatória de trabalho para graduação no programa de estágio, que permite que os estudantes recebam treinamento profissional com remuneração em seu campo de estudo. Válido para cursos específicos – não se aplica para todos os programas de estudos.
CPP (Canada Pension Plan) Benefício pago mensalmente para quem fez contribuição ao logo dos anos de trabalho. É como um plano de previdência. Todos os cidadãos canadenses ou residentes permanentes, que algum dia foram empregados em território canadense, são contribuintes e têm direito a partir dos 65 anos. Equivale ao INSS no Brasil.
CRA (Canada Revenue Agency) É o órgão que administra as leis fiscais para o Governo do Canadá e para a maioria das províncias e territórios, além de administrar vários programas de benefícios e incentivos sociais e econômicos do sistema tributário. Equivale à Receita Federal no Brasil, sendo também o receptor das Declarações de Imposto de Renda canadense.
CSQ (Québec Selection Certificate) Autorização específica do Governo de Quebéc obrigatória para quem deseja imigrar para a província.    

D

DLI (Designated Learning Institution) Designated Learning Institution são as instituições de ensino autorizadas pelo governo provincial ou territorial para acolher estudantes internacionais. Vale ressaltar que todas as escolas primárias e secundárias no Canadá são DLIs. IMPORTANTE: para emissão de um study permit, é mandatório que a instituição seja uma DLI.    

E

ECA (Educational Credential Assessment) É o sistema de reconhecimento da grade de estudos que foram concluídos fora do território canadense. Ele é uma ferramenta que avalia as credenciais educacionais ao mesmo tempo que faz uma equivalência de diploma estrangeiro ao diploma canadense.
EE (Express Entry) Sistema que gerencia os programas de imigração federal. Ele é responsável pelo processo de candidatura (profile e aplicação) de 3 programas federais na classe econômica: Federal Skilled Worker, Canadian Experience Class e Federal Skilled Trades Worker. Ele é utilizado também por algumas províncias, como Ontário, British Columbia, Saskatchewan e Nova Scotia.
EI (Employment Insurance) Valor deduzido em folha de pagamento que é revertido em auxílio financeiro caso o trabalhador seja desligado da empresa sem causa justificada até que encontre uma nova oportunidade de emprego. Ele é equivalente a um seguro desemprego, licença maternidade ou auxílio doença.
EOI (Expression of Interest) É um método de mostrar o seu interesse em solicitar um convite para aplicação para um programa provincial, utilizado por várias províncias, como Prince Edward Island, por exemplo.
ESDC (Employment and Social Development Canada) É o departamento do Governo do Canadá responsável pelos programas sociais e pelo mercado de trabalho de todo o país. Sua finalidade é a de melhorar o padrão e a qualidade de vida de todos os canadenses, promovendo uma força de trabalho altamente qualificada e um mercado de trabalho eficiente e inclusivo. É também o departamento responsável pelas aplicações do LMIA e Global Talent.
eTA (Electronic Travel Authorization) É uma autorização de viagem emitida eletronicamente, equivalente ao visto de turismo. Para brasileiros serem elegíveis, é necessário ter visto americano válido ou ter tido um visto canadense nos últimos 10 anos. Pessoas com passaportes europeus, por exemplo, dentre outras nacionalidades,  possuem este direito sem restrições para a elegibilidade. O eTA é válido somente para quem entra no país via aérea.    

F

FSW (Federal Skilled Worker) Programa de imigração mais comum de classe econômica, gerenciado pelo sistema do Express Entry. A base desse programa é ter habilidade com o idioma (inglês ou francês), nível acadêmico, idade e experiência de trabalho qualificada – dentro ou fora do Canadá. É a principal forma de aplicação para quem ainda não reside no Canadá ou não tem nenhum tipo de formação ou experiência no país. Para entrar no pool de candidatos dessa categoria, é fundamental que a sua profissão seja considerada qualificada e que esteja listada entre o que chamamos de NOC (National Occupational Classification) 0, A ou B.    

G

GPA (Grade Point Average) O GPA é usado como um indicador para mostrar o desempenho dos estudantes em faculdades e universidades. Ele vai de A a F, e cada letra equivale a uma nota numérica.
GST (Goods and Services Tax) Imposto pago pelo consumidor final em casos de aquisição ou contratação de produtos ou serviços em território canadense. O valor varia de acordo com a província. Em British Columbia, por exemplo, a taxa é 5%, em Manitoba e Ontário 8%, enquanto em Quebec 9.975%.    

H

HST (Harmonized Sales Tax) O HST é a combinação das taxas do GST, somada à taxa de PST de cada província. É a GST e a PST combinadas em um único imposto. Ela se aplica somente às províncias de Ontário, New Brunswick, New Foundland and Labrador, Nova Scotia e Prince Edward Island.    

I

ICCRC (Immigration Consultants of Canada Regulatory Council) É o órgão regulador nacional que serve e protege o público, supervisionando consultoria licenciada em imigração e cidadania e profissionais de consultoria de estudantes internacionais.
ICBC (Insurance Corporation of British Columbia) O ICBC é a empresa responsável por fornecer seguro de automóvel, licenciamento e registro de veículos para todos os motoristas da província de BC. Ele equivale ao Detran/DPVAT no Brasil. Atualmente prestam serviços além dos relacionados a transportes, como solicitação da licença para dirigir.
IEC (International Experience Canada) É um programa desenvolvido para permitir aos jovens a oportunidade de trabalhar no Canadá por períodos temporários. Cidadãos de países com um acordo bilateral com o Canadá, com idade entre 18 e 35 anos, podem ser elegíveis para autorizações de trabalho da IEC. O Brasil não está listado nesse acordo.
IELTS (International English Language Testing System) É um teste internacional padronizado de proficiência em língua inglesa. O IELTS é um dos principais testes de língua inglesa no mundo e um dos mais populares para aplicação de estudos e processos de imigração para o Canadá. Ele é aceito pela maior parte das instituições acadêmicas canadenses e tem dois tipos: o General (para imigração) e o Academic (para estudar).
IQAS (International Qualifications Assessment) Organização dedicada a ajudar estudantes e profissionais internacionais a obter a equivalência acadêmica no Canadá. Através dele, você pode fazer o comparativo das suas credenciais de formação fora do Canadá com a praticada em território canadense. Com o resultado dela, você saberá quais as grades extras necessárias para ter no Canadá a mesma certificação do seu país de origem.
IRCC (Immigration, Refugees and Citizenship Canada) A partir de 2016, o CIC passou a adotar esse nome, porém sua significância continua a mesma. O IRCC é o órgão canadense responsável por assuntos imigratórios e é ele quem avalia todos os processos de imigração.
ITA (Invitation to Apply) É o convite que, as pessoas que enviaram um perfil para o Express Entry ou alguns programas provinciais específicos e atingem a pontuação de corte em uma rodada de convites, recebem para aplicar para residência permanente. Uma vez recebido, se você aceitar o convite, e após o envio da sua aplicação completa, seu pedido será processado em uma média de 6 meses. Para receber um ITA, você precisa ter um perfil no Express Entry ativo e altamente qualificado ou ter sido nomeado por uma província ou território.    

L

LMIA (Labour Market Impact Assessment)É o processo que um empregador faz quando deseja contratar um profissional estrangeiro para trabalhar no Canadá. Um dos requisitos fundamentais é o de que a empresa prove que não conseguiu contratar um profissional canadense que cumpra aos requisitos da vaga.
LOA (Letter of Acceptance) Uma carta de aceitação é a formalização da aceitação de uma aplicação ou oferta para algo. Por exemplo, ao se inscrever em um College, o candidato receberá uma carta de aceitação ou rejeição após uma revisão dos registros acadêmicos.
LOE (Letter of Enrollment)É comumente usada para pedidos de extensão de vistos –  ela confirma a matrícula do aluno na instituição.    

M

MB (Manitoba) Província do Canadá, localizada na região central do país, que faz divisa com as províncias de Saskatchewan e de Ontário. Sua capital é Winnipeg.
MPNP (Manitoba Provincial Nominee Program) Programa de imigração da província de Manitoba. É responsável pela seleção de imigrantes, de acordo com as ocupações em demanda e requisitos da província. A MPNP tem diversos processos de seleção diferentes  para trabalhadores qualificados e para empresários.
MSP (Medical Services Plan) O Plano de Serviços Médicos é o programa provincial de seguro de saúde que cobre benefícios de cuidados de saúde para residentes de BC.  

N

NB (New Brunswick) Província do Canadá localizada na costa leste do país. Sua capital chama-se Fredericton.
NBPNP (New Brunswick Provincial Nominee Program) É o programa provincial de imigração de New Brunswick em parceria com o Governo do Canadá. O NBPNP é um programa de classe econômica em que seleciona e nomeia trabalhadores e negócios qualificados de todo o mundo para viver na província de Nova Brunswick e contribuir para a economia local.
NL (Newfoudland and Labrador) Província do Canadá localizada na costa leste do país, ao norte de Quebec. Sua capital chama-se St. John’s.  
NLPNP (Newfoundland and Labrador Provincial Nominee Program) Programa de imigração da província de Newfoundland and Labrador. Ele é voltado para trabalhadores qualificados, graduados internacionais e suas famílias que desejam se instalar permanentemente na província.  
NOC (National Occupation Classification) A Classificação Ocupacional Nacional é o sistema que lista todas as ocupações do mercado de trabalho canadense. Ele possui aproximadamente 923 profissões distintas, com um total de até 25 mil títulos de trabalhos.
NS (Nova Scotia) Província do Canadá localizada na costa leste do país. Sua capital chama-se Halifax.
NSNP (Nova Scotia Nominee Program) Programa de imigração de Nova Scotia. Através deste programa, os potenciais imigrantes com as habilidades e experiências visadas pela província podem receber um Certificado Provincial de Nomeação da Nova Escócia, que acelera o processo geral de imigração.
NT (Northwest Territories) Sigla da província de Northwest Territories, cuja capital é Yellowknife.
NTNP (Northwest Territories Nominee Program) É o programa provincial de imigração de Northwest Territories em parceria com o Governo do Canadá. Um dos grandes focos é atrair conhecimentos empresariais e investimentos para melhorar o ambiente econômico dos territórios nórdicos do país.
NU (Nuvarut) Sigla da província de Nuvarut, cuja capital é Iqaluit.    

O

OAS (Old Age Security) É o benefício de aposentadoria, pago mensalmente, para canadenses com idade a partir de 65 anos ou mais que tenham morado no Canadá por pelo menos 10 anos.
OHIP (Ontario Health Insurance Plan) É o plano de saúde de Ontário. Através dele, a província é responsável pelos custos de muitos dos serviços de saúde que o cidadão pode precisar.
OINP (Ontario Immigrant Nominee Program) É um programa de imigração projetado para ajudar a província de Ontário a atingir suas necessidades de mercado de trabalho e desenvolvimento econômico. O programa permite que Ontário nomeie, para residência permanente, indivíduos com habilidades e experiência para contribuir com a economia local e auxilia os empregadores no recrutamento e retenção de trabalhadores estrangeiros. O OINP é operado pela província de Ontário em parceria com o governo federal através da Imigração, Refugiados e Cidadania do Canadá (IRCC).
ON (Ontário) Província de maior representatividade econômica do Canadá e onde fica a capital do país, Ottawa. Sua capital é Toronto.
OWP (Open Work Permit) Autorização de trabalho aberto, em que você não está atrelado a um empregador para poder trabalhar, ou seja, pode trabalhar onde quiser.    

P

PE/ PEI (Prince Edward Island) É uma província do Canadá composta por diversas ilhas, em que principal tem o mesmo nome da província. Sua capital é Charlottetown.
PEQ (Quebec Experience Program) Programa de imigração específico da província de Quebec. A base desse programa é ser um estudante estrangeiro com algum tipo de graduação na província (mínimo de 2 anos) ou ter uma experiência profissional de ao menos 1 ano em uma ocupação que esteja listada no programa.
PG-1 (Parents and Grandparents Visa) Visto específico que permite por até 2 anos a permanência no Canadá de pais e avós de residentes permanentes ou cidadãos canadenses.
PGWP (Post-Graduation Work Permit) Permissão de trabalho emitida mediante a graduação em um College (Público ou com fundos públicos) ou Universidades no Canadá.
PNP (Provincial Nominee Program) Programas de imigração provinciais. Além do Express Entry, cada província do Canadá possui vários programas de imigração próprios, com requisitos individuais, baseados na demanda local, que dá direito a residência naquela província específica.  
POE (Port of Entry) Locais da fronteira em que estão os pontos de entrada para o país.
POE Letter (Port of Entry Letter) Carta recebida do IRCC a quem foi aprovado na solicitação de study permit, work permit ou Super Visa. Essa carta deve ser apresentada na entrada do país para a retirada do permit a que você foi aprovado.
PR (Permanent Residence) É o status de permanência no Canadá que dá o direito de residência permanente e também aos benefícios de um cidadão canadense (exceto o direito ao passaporte canadense e ao voto).
PST (Provincial Sales Tax) Imposto sobre produtos e serviços direcionado à província.    

Q

QC (Québec) Província canadense de grande representatividade econômica no país. Sua capital leva o mesmo nome, Quebec.    

R

RCIC (Regulated Canadian Immigration Consultant) É a credencial obrigatória para a prática da profissão de Consultor de Imigração, no Canadá, é regulamentada. Ou seja: não basta você ter conhecimentos profundos dos processos e opções de imigração – para atuar como um profissional da área, você deve prestar uma prova que valida seus conhecimentos e preparo para atuar como consultor. É como uma OAB para os advogados no Brasil, por exemplo.
RCMP (Royal Canadian Mounted Police) É a polícia federal e regional do Canadá. Ela é responsável por aplicação das leis em território nacional e também em regime de contrato para três territórios, oito províncias (exceto Ontário e Quebec), mais de 150 municípios, 600 comunidades nativas e três aeroportos internacionais.    

S

SIN (Social Insurance Number) É um número de identificação pessoal, emitido no Canadá, para administrar vários programas governamentais, incluindo pagamento de impostos. Usando referências do Brasil, é como se fosse uma carteira de trabalho e um CPF em um único documento.
SK (Saskatchewan) Sigla da província de Saskatchewan, cuja capital é a cidade de Regina. A província fica na região central do país.
S-1 (Student Visa) Permissão de entrada no Canadá durante os estudos, obrigatória para quem permanecer por um período superior a 24 semanas. Para solicitar qualquer um deles, é fundamental ter uma LOA (Letter of Acceptance). Além disso, para um estrangeiro estudar no Canadá, ele precisa selecionar uma instituição que esteja autorizada a receber alunos estrangeiros. Essas instituições são chamadas de Designated Learning Institution (DLI) e o seu número de identificação é obrigatório no processo de visto de estudos, que normalmente é mencionado carta de aceitação da instituição.
SINP (Saskatchewan Immigrant Nominee Program) Programa de imigração provincial de Saskatchewan. Através deste programa, os imigrantes potenciais, com as habilidades e experiências em demanda pela província, podem receber um Certificado Provincial de Nomeação da Saskatchewan, que permitirá que o estrangeiro solicite a residência permanente canadense ao governo federal.
SW-1 (Student Visa With Work Permit) Permissão de entrada e permanência no Canadá no período do Co-Op (estágio obrigatório para a conclusão do curso).
SX-1 (Student Exempt) Tipo de visto de turismo com autorização de estudos, para cursos com períodos de até 24 semanas.    

T

TEF (Test d’Evaluation du Français) É um teste de francês geral que avalia o nível de proficiência da língua francesa. O TEF Canadá é reconhecido como prova oficial de proficiência linguística pela Cidadania e Imigração do Canadá (CIC), bem como o Ministério da Imigração e as Comunidades Culturais do Québec (MICC) para aplicações de residência permanente, certificados de seleção do Québec e aplicações de cidadania canadense.
TOEFL (Test of English as a Foreign Language) É o teste que mede as habilidades de língua inglesa para pessoas cuja língua nativa não é o inglês. Ele é necessário para avaliar a proficiência em casos de interesse de ingressar em uma universidade ou pós-graduação em países de língua inglesa. É ele mede o quão bem uma pessoa usa habilidades de escuta, leitura, fala e escrita para executar tarefas acadêmicas. Este teste é aceito por mais de 7.500 colleges, universidades e agências em mais de 130 países. É o teste de inglês mais reconhecido no mundo.    

U

UCI (Unique Client Identifier) É o número de identificação que o governo do Canadá gera para cada pessoa que dá entrada no país pela primeira vez (ID de cliente). Esse número é permanente e carregará seu histórico de entrada e permanência no país. Ele estará sempre presente em documentos oficiais que você recebe do governo. O UCI é composto de quatro números, um hífen e mais quatro números (ex.: 0000-0000) ou dois números, um hífen, quatro números, um hífen e mais quatro números (ex.: 00-0000-0000).    

V

V-1 (Visitor-1) É a sigla utilizada para visto de visitante, também conhecido como visto de turismo. Ele permite a sua entrada e estadia no país, porém não é concedido o direito de estudo (exceto cursos de até 24 semanas) ou trabalho.
VH-1 (Visitor in Transit Through) É a permissão temporária para transitar no Canadá por até 48 horas. Seu principal objetivo é o de fazer conexão de voos que fazem escala no Canadá mas tem o destino final para outros países. Por isso, um dos documentos necessários para a solicitação dele é a comprovação detalhada do itinerário da viagem.    

W

W-1 (Worker-1) É a sigla utilizada para o visto de trabalho, que permite que você trabalhe no Canadá. O tipo de documentação necessária é extremamente variável de acordo com o programa base.
WES (World Education Service) Organização dedicada a ajudar estudantes e profissionais internacionais a atingir seus objetivos educacionais e profissionais nos Estados Unidos e no Canadá. A WES é uma das instituições que mais recomendamos para fazer equivalência de diploma.  

 Y

YNP (Yucon Nominee Program) É o programa de imigração da província de Yucon. Através dele, os potenciais imigrantes com as habilidades e experiências visadas pelo território podem receber um Certificado Provincial de Nomeação do Yukon, que permitirá que o estrangeiro solicite a residência permanente canadense.
YT (Yucon) Sigla da província de Yucon, localizada ao norte de British Columbia. Sua capital chama-se Whitehorse, e é também a única cidade da província, apesar de seu amplo território. É a província menos populosa do Canadá, com aproximadamente 36.000 habitantes.  


Dúvidas sobre como imigrar? Agende sua consulta conosco: http://www.evisaimmigration.com/book-consultation/          

 

                                     
0

Canada Immigration Services
Há muitas formas de você conseguir visitar, estudar e trabalhar no Canadá. Seu objetivo é o que vai definir qual caminho seguir para adquirir a sua permissão de entrada no país. De uma forma mais abrangente, podemos dizer que há duas categorias de vistos: o temporário (temporary visa) e o permanente (permanent visa) – esse último exclusivo a quem consegue imigrar. No texto de hoje, apresentamos cada uma das opções de vistos temporários – e como adquirir cada uma delas. As informações abaixo são válidas para todas as províncias, com exceção de Quebec, que possui regras diferenciadas.    







Visto de visitante
O que é: também conhecido como visto de turismo, ou Visitor-1 (V-1), ele permite a sua entrada e estadia no país, porém não é concedido o direito de estudo (exceto cursos de até 24 semanas) ou trabalho. A validade do visto pode ser variável, e você poderá reentrar no país dentro do período de válido, mesmo que o visto esteja em um passaporte anterior já vencido. Tempo médio de emissão: 15 dias a partir da data de solicitação. Caso queira permanecer no país por um período maior, é possível pedir a extensão do seu visto (sugerimos que a solicitação seja feita dentro de até 30 dias antes de sua expiração).


SX-1   O que é: esse visto é específico para quem vai fazer um curso de até 24 semanas de duração. Para solicitá-lo, é necessário ter a carta de aceitação da escola em que vai estudar, conhecida como LOA (Letter of Acceptance). Validade: o oficial que vai avaliar, de acordo com a carta da instituição de ensino e validade do passaporte. Tempo médio de emissão: 15 dias a partir da data de solicitação.     Se os dois (visitante e SX-1) permitem estudar por um período de 24 semanas, qual a diferença entre eles? O SX-1 foi criado exclusivamente para quem vem ao Canadá para estudar (short-term period of study). A validade dele oscila de acordo com a análise do oficial. Já o visto de visitante, é voltado a quem quer entrar no país com a finalidade de turismo e tem o prazo de permanência máxima de 6 meses.


eTA (Electronic Travel Authorization)   O que é: é uma autorização de viagem que é emitida eletronicamente. Para brasileiros serem elegíveis, é necessário ter visto americano válido ou ter tido um visto canadense nos últimos 10 anos. Pessoas com passaportes europeus possuem este direito sem restrições para a elegibilidade. O eTA é válido somente para quem entra no país via aérea. Para obtê-lo, basta preencher, antes da viagem, uma autorização eletrônica e pagar uma taxa. Validade: 5 anos ou limitada ao vencimento do passaporte – o que ocorrer primeiro. Tempo médio de emissão: até 48 horas a partir da solicitação.


Visto de estudante   O que é: permissão de entrada e permanência no Canadá no período de estudo. Há 2 tipos: o S-1 e o SW-1. O que define qual deles será emitido serão os requisitos do curso em que o estudante foi inscrito: os SW-1 são para cursos que possuem Co-Op (estágio obrigatório para a conclusão do curso), enquanto para o S-1 não há esse requisito para a conclusão do curso. Para solicitar qualquer um deles, é fundamental ter uma LOA (Letter of Acceptance). Além disso, para um estrangeiro estudar no Canadá, ele precisa selecionar uma instituição que esteja autorizada a receber alunos estrangeiros. Essas instituições são chamadas de Designated Learning Institution (DLI) e o seu número de identificação é obrigatório no processo de visto de estudos, que normalmente é mencionado carta de aceitação da instituição. Validade: variável de acordo com o período de estudos. Você pode encontrar a lista completa no site do CIC: http://www.cic.gc.ca/english/study/study-institutions-list.asp Tempo médio de emissão: aproximadamente 10 semanas a partir do pedido (Visa Office São Paulo). Contudo, o tempo de processamento oscila de acordo com o número de solicitações – quanto maior a demanda, maior o período de espera.     Eu posso trabalhar enquanto estudo? Estudantes de inglês ou Pathways (curso preparatório para o College ou Pós-Graduação) não podem trabalhar – e acompanhantes também não. Já para quem vem ao Canadá fazer College, Universidade, Pós-Graduação, Mestrado ou Doutorado, o estudante tem direito a trabalhar por até 20 horas semanais e seu acompanhante por até 40 horas (sujeito a aprovação), desde que o curso seja full-time. Vale reforçar que essa condição é garantida somente para quem for estudar em instituições públicas ou com fundos públicos. Para as demais escolas, a aprovação é sujeita a validação prévia – o que não dá garantia de que você irá conseguir.


Visto de Trabalho   O que é: também conhecido como W-1 (Worker), permite que você trabalhe no Canadá. O tipo de documentação necessária é extremamente variável de acordo com o programa base.   Alguns exemplos: – Visto de trabalho como Accompanying spouse de um full-time post secondary student; – Visto de trabalho como Accompanying spouse de um skilled worker – alguém que possui um  visto de trabalho (aberto ou fechado) e possui oferta de trabalho qualificada; – Visto de trabalho com patrocínio: obtido através do processo de LMIA, na qual o empregador precisa comprovar que não há candidatos canadenses que atendam aos requisitos daquela vaga; – Visto de trabalho com suporte do empregador: obtido através do processo provincial com suporte do empregador; – Visto de trabalho “Intra-company transfere”: obtido através do processo de transferência de profissionais entre empresas do mesmo grupo ou afiliadas; – Post-Graduation Work Permit – visto de trabalho obtido mediante graduação em uma instituição de ensino elegível.   Validade: variável (dependendo do programa). Tempo médio de emissão: em solicitações no Brasil, aproximadamente 10 semanas.


Working Holiday Visa   O que é: permissão de trabalho que o governo do Canadá cede cotas para alguns países. O Brasil não está na lista de países que recebem essa cota, no entanto, algumas agências comercializam este programa para brasileiros, baseados em acordos com outros programas do Governo Canadense. Validade: variável de acordo com o país. Tempo médio de emissão: 10 semanas


Visto de Negócios   O que é: visto direcionado a estrangeiros que passarão um curto espaço de tempo no país para atividades específicas. Ex.: eventos profissionais, treinamento específico de uma empresa, etc. É conhecido também como B-1. Um dos requisitos para a sua emissão é apresentar documentação que comprovem a relação com empresas no Canadá. Validade: 10 anos, com direito a múltiplas entradas. Tempo médio de emissão: 15 dias


Super Visa   O que é: também conhecido como PG-1 (parents and grandparents), esse visto é específico para estadia no país de pais e avós de residentes permanentes ou cidadãos canadenses. Validade: variável. Atualmente, o prazo é de 69 dias. Tempo médio de emissão: 15 dias


Visto de Trânsito   O que é: permissão temporária para transitar no Canadá por até 48 horas. Conhecido também como VH-1 (visitor in transit through). Seu principal objetivo é o de fazer conexão de voos que fazem escala no Canadá mas tem o destino final para outros países. Por isso, um dos documentos necessários para a solicitação dele é a comprovação detalhada do itinerário da viagem. Validade: 48 horas Tempo médio de emissão: 15 dias


Mudança de status   Quem vem ao Canadá com o visto de visitante e decide estudar, por exemplo, pode pedir a mudança de seu status, porém esse pedido não poderá ser processado dentro do Canadá. Sendo assim, temos as seguintes opções:
  • Encaminhar o pedido para o seu país de cidadania. Ex.: Brasil. Essa solicitação não pode ser feita online – somente por papel – o que faz com que o processo demore um pouco mais do que o processo online (tempo de courier + processamento no VAC).
  • Encaminhar o pedido para os Estados Unidos (Los Angeles). Essa aplicação pode ser feita online.

Tempo médio de emissão: variável, de acordo com a forma de solicitação.   Durante o processamento de sua mudança de status, seja por Los Angeles ou pelo Brasil, você deverá se manter com status válido no Canadá. Assim, a extensão do seu visto de visitante poderá ser necessária, caso o tempo de processamento da mudança de status seja superior ao tempo autorizado para sua estadia no Canadá.


IMPORTANTE: no caso de extensão do mesmo tipo de visto, esse poderá sim ser processado dentro do Canadá. Em determinados casos, àqueles com visto SX-1, também poderão fazer a mudança de status dentro do Canadá.     O que faz as pessoas preferirem aplicar o pedido de mudança de status no Brasil (por correspondência) e não nos Estados Unidos (online – mais rápido)? Infelizmente, o índice de rejeição para sulamericanos, quando a mudança de status é solicitada por Los Angeles, é extremamente alta. Portanto, as chances de ter a troca de status negada quando feita por Los Angeles são maiores do que quando feita pelo Brasil. Além disso, todos os documentos deverão ser traduzidos – o que não acontece quando a solicitação é feita para o país de origem.

Vale lembrar: nenhum tipo de visto dá 100% de garantia de entrada no país. Sempre há o risco de, por qualquer razão, os oficiais da imigração impedirem a sua entrada. Por isso, atente-se para que toda a sua documentação esteja de acordo com os requisitos de entrada no país.





Agora que vocês já sabem tudo sobre vistos, programem-se, venham para o Canadá! E no que precisarem de ajuda, estamos aqui para atendê-los!
64

PREVIOUS POSTSPage 1 of 4NO NEW POSTS