Vancouver Archives | Canada Immigration Service | E-Visa Immigration

Dicas Canadá
Nós já falamos do custo de vida em Vancouver, British Columbia. Mas para aqueles que querem morar em Toronto, Ontario, agora é a sua vez!

Motivos para morar em Toronto são vários: Ensino de Qualidade (A University of Toronto é considerada uma das melhores instituições de ensino superior do mundo); Grandes oportunidades de emprego (Toronto é o maior polo industrial do Canadá, com alta demanda de trabalhadores principalmente no mercado de Tecnologia); Qualidade de vida (Com mais de 1600 parques e 800 quilômetros de ciclovia, atividades ao ar livre não faltam!).

Mas quanto você vai gastar para morar em Toronto? Da mesma forma que avisamos no nosso blog post sobre o custo de vida em Vancouver, muito vai depender do estilo de vida que você deseja ter! Se você é uma pessoa que gosta de sair, experimentar gastronomias de alto nível, obviamente gastará mais do que uma pessoa mais caseira ou que cozinha as próprias refeições.

Antes de começar a falar dos gastos, é importante ter em mente o salário mínimo em Ontario. Em Junho de 2020, o mínimo que um trabalhador recebe em Ontário é de $14.25 a hora. Isso não quer dizer que esse será o seu salário: Dependendo da posição ou da sua área de atuação no mercado de trabalho canadense, esse valor pode ser significativamente mais alto.


Aluguel em Toronto:

Quando uma pessoa toma a decisão de imigrar para o Canadá, uma das maiores questões do imigrante é a moradia.

O custo do aluguel em Toronto vai depender muito da área que você pretende morar. Se você está decidido a morar no centro de Toronto, o preço será relativamente maior do que morar nas regiões ao redor à downtown.

Os valores são estimativas baseadas na média atual (em junho 2020) e podem variar dependendo da época do ano e localização escolhida.

Para alugar um apartamento de um quarto no centro de Toronto, você pagaria entre CAD $ 2100 e CAD $ 2300. Agora, se estiver disposto a se deslocar para regiões como Mississauga ou Etobicoke, o valor de aluguel de um apartamento com 1 quarto fica entre CAD $ 1700 e CAD $1900.

Algo importante sobre o aluguel em Toronto é que agora a maioria dos proprietários exige que os locatários tenham seguro de inquilino, e o preço de um seguro para uma unidade de um quarto em Toronto custaria cerca de CAD $ 35 por mês.

Contas básicas como eletricidade e água muitas vezes já estão inclusas no aluguel, mas quando não, custam cerca de CAD $ 140 por um apartamento de 85 metros quadrados.

Lembre-se de que dependendo do seu estilo de vida, você sempre pode encontrar colegas de quarto para compartilhar as despesas com você!

Se você está procurando o lugar perfeito no Canadá para chamar de seu, a e-Visa conta com parceiros que podem ajudar na sua moradia no Canadá!


Custos de transporte público:



O Sistema de Transporte Público de Toronto é administrado pelo Toronto Transit Commission (TTC), e assim como Vancouver, é um sistema integrado que inclui linhas de ônibus, bondes e metrô. O transporte público de Toronto é o terceiro sistema mais movimentado da América do Norte!

E se em Vancouver existe o Compass Card que cobre o sistema de transporte integrado da cidade, em Toronto, temos o Presto Pass! Você pode adquirir o plano mensal de transporte (TTC Monthly Pass) por CAD $ 156, enquanto um plano de 12 meses custaria cerca de CAD $ 143.
Se você prefere se mover de carro, Toronto oferece diversas opções de serviços de transporte como táxis, Uber e Lyft. Esse Método de transporte é extremamente popular na cidade – de acordo com o Statistics Canada, pessoas de Toronto, juntas, gastaram US $ 241 milhões nesses serviços em 2016!


Supermercado em Toronto:

O gasto mensal de supermercado para quem mora em Toronto vai depender muito do estilo de vida da pessoa: O que vai comprar e principalmente, onde vai comprar. Supermercados como No Frills, Canadian Superstore e Walmart oferecem opções mais baratas, enquanto redes como Whole Foods, Safeway e IGA possuem produtos diferenciados, mas com um valor mais alto. No geral, uma pessoa solteira em Toronto gasta cerca de CAD $ 250 a CAD $ 350 por mês em compras de supermercado.


Restaurantes e entretenimento.

Somos todos humanos, e merecemos nos divertir de vez em quando, não é mesmo?
Se você é uma pessoa caseira, e prefere pedir um delivery (quem não gosta de comida pronta sendo entregue na sua porta, e não ter aquela bagunça para limpar depois?), os aplicativos mais populares de entrega são Uber Eats, Door Dash e Skip the Dishes. Agora, se você quer dar uma saidinha, ir em um encontro ou sair com os amigos, um jantar para dois em Toronto custa em torno de CAD $ 50 a CAD $ 100, e isso vai depender do restaurante que escolher, um local mais casual ou sofisticado. Se você quiser adicionar um filme em sua noite a dois, adicione cerca de CAD $ 30 ao seu orçamento.

Mas não esqueça que há sempre coisas para fazer sem gastar dinheiro em Toronto! São inúmeros parques e centros comunitários à sua disposição. Faça um piquenique, jogue uma partida de futebol, sem custo nenhum!


Sistema de Saúde de Toronto



Agora para a boa notícia: O Sistema de Saúde de Ontario é gratuito!
Você é elegível a aplicar para o OHIP (Ontario Health Insurance Plan) se você:
  • For Cidadão Canadense ou
  • For Residente Permanente ou
  • Possuir uma permissão de trabalho válida por um período maior do que 6 meses.

Infelizmente, os estudantes internacionais não são elegíveis para o sistema público de saúde de Ontário, e por isso devem procurar contratar um seguro de saúde privado.


Planos de telefone

Como quase tudo nessa lista, o custo mensal de um plano de celular em Toronto vai depender da operadora e do tipo de plano que escolher. As operadoras mais comuns são Bell, Rogers e Telus. Entre elas, para um plano de dados de 10 GB, a média é de CAD $ 75 por mês.

—————————–

No geral, se você fizer escolhas sábias, com certeza poderá fazer de Toronto sua casa!
Esquecemos alguma coisa? Você tem alguma pergunta? Comente abaixo!
E lembre-se: se você deseja tornar o Canadá sua casa, onde quer que seja, conte com nossa equipe de especialistas em vistos, educação, carreira e imigração! Temos todos eles, prontos para ajudá-lo.
Além disso, também oferecemos o serviço de planejamento financeiro para morar no Canadá, feito de forma personalizada, com um orçamento para a vida que você quer levar no Canadá!

Assista também nosso vídeo sobre o assunto:
0

Dicas Canadá
Cachorro, gato, passarinho, tartaruga – eles também fazem parte do seu #PlanoCanadá! Confira aqui depoimento de quem trouxe o melhor amigo do Brasil e algumas dicas e procedimentos necessários para trazer o seu animal de estimação para viver junto com você a experiência no Canadá.


Passo a Passo: Regras e procedimentos necessários.


Seja qual for o seu pet, há um caminho para trazê-lo para o Canadá. Contudo, os procedimentos e regulamentações dependem de fatores como espécie, raça, tamanho, idade, entre outros. Aqui apresentaremos as regras gerais para o embarque de animais de estimação, mas você pode checar regras específicas para cada espécie no site oficial do governo canadense.

O primeiro passo é ter certeza que você tem em mãos a documentação necessária para a viagem de seu animal de estimação, e que todos os documentos tenham sido emitidos por um médico veterinário registrado no Conselho Regional de Medicina Veterinária. Além disso, para que um bichinho de estimação possa fazer uma viagem internacional, a apresentação do Certificado Zoosanitário Internacional (CZI) é obrigatória – para obtê-lo, você deve agendar um horário com um médico veterinário do Ministério da Agricultura em um dos consultórios localizados nos aeroportos internacionais. 

Você também precisará apresentar a confirmação da vacina antirrábica. Esse documento, além de ter sido emitido por um profissional veterinário devidamente registrado, deve estar em inglês ou francês, e com informações que identificam o animal em questão, como raça, idade, cor, sexo e peso.

Atenção: A vacina deve ter sido aplicada com mais de 30 dias do embarque e sua validade é de um ano.


Meu pet vai junto comigo?

Pet no aviao

Outra decisão muito importante a ser tomada é a data de embarque do seu pet. Ele irá no mesmo vôo que você, ou prefere que ele venha algum tempo depois?

Se escolher a primeira opção, há algumas coisas que você deve manter em mente: Existe um limite máximo de carga viva permitida por vôo (varia, mas normalmente, são 2 por vôo), por isso, para trazer o seu animal de estimação para o Canadá, você precisa fazer a reserva com antecedência na companhia aérea. Cada uma delas possui suas próprias regras específicas para o embarque de animais, mas no geral, essas normas são parecidas:

Para viajar na cabine, o pet deve ficar dentro da caixa de transporte o tempo todo, que ficará embaixo da cadeira do passageiro da frente. Para que seu pet possa embarcar junto com você na cabine, o peso do animal somado com o peso da caixa de transporte não podem ultrapassar 10 kg. 

Caso ultrapasse esse peso, o animal será levado no transporte de carga. Mas não se preocupe! Seu amigo estará bem confortável – os compartimentos de carga modernos são pressurizados e possuem controle de temperatura.

Se decidir trazer o seu animalzinho em uma data diferente, recomendamos a contratação de uma agência de viagens especializada em animais de estimação, assim, seu pet não estará sozinho e será bem cuidado o tempo todo.


Como é feito o transporte?


A caixa de transporte deve ser fornecida pelo dono do animal, e também deve seguir algumas diretrizes: Seu tamanho deve permitir que o pet fique em pé e consiga dar uma volta completa ao redor de si mesmo. O material deve ser rígido, com um fecho de qualidade, o suficiente para proteger o animal em caso de impactos, assim como impedir a fuga deste. Além disso, o piso da caixa deve absorver ou no mínimo reter as fezes e urina, de modo que não vazem. Porém, a recomendação é que o animal não faça a ingestão de comida ou bebidas antes e durante o vôo para evitar acidentes gastrointestinais.

Atenção: A grande maioria das companhias aéreas não autorizam o transporte de cachorros de focinho curto (braquicefálicos), como pug, maltes, e pitbull. Essas raças, por conta dos problemas respiratórios, sofrem com mudanças de temperatura e podem passar mal durante a viagem.


O uso de calmantes


Muitos acreditam que devem dar algum tipo de calmante para o animal para que ele tenha um vôo tranquilo. Nada disso – essa prática inclusive pode ser prejudicial ao animal, visto que a variação de pressão da cabine durante o vôo faz com que o efeito do remédio se potencialize – o que pode causar consequências graves ao pet. Por isso, se durante o check-in o oficial desconfiar que o animal está sob o efeito de drogas, não será permitido o embarque.


Custo


Para a companhia aérea, o custo adicional para o transporte do animal é normalmente calculado de acordo com o peso do animal e da caixa de transporte e comparado ao preço cheio da passagem. 

O governo canadense também exige uma inspeção do animal – para a checagem dos documentos e vacinas. As taxas atuais estão em torno de CAD $30 para o primeiro animal e CAD $5 para cada animal adicional.


A viagem de Argos


Podemos fornecer todas as informações oficiais, mas nada como ouvir de quem passou por isso na pele, não é verdade? Nossa cliente Tais L. é a mãe de um Yorkie fofíssimo chamado Argos. Quando ela decidiu tirar o #PlanoCanadá do papel, deixar o Argos de fora não era uma opção.

Para ter certeza do caminho a seguir e juntar todas as informações necessárias, Tais contou com as mídias sociais “Pesquisei bastante em diferente grupos no Facebook – inclusive, existem grupos específicos de brasileiros donos de pet no Canadá! – e consegui juntar bastante informações sobre quais companhias aéreas aceitam doguinhos na cabine e os pré requisitos”. Lógico, a internet e as mídias sociais não levam em conta a particularidade de cada animal de estimação, por isso, Tais também recorreu à veterinária do Argos, que para facilitar, já tinha experiência e estava acostumada com o processo de levar pets para o exterior.

Pode parecer complicado demais, mas Tais garante que é um processo bastante tranquilo. Mesmo a microchipagem, uma prática bastante comum na América do Norte, em que um chip subcutâneo é inserido no animal como forma de identificação, caso ele se perca ou fuja, não é obrigatória para viajar com o seu pet. Além disso, a maioria dos pets são isentos do período de quarentena. 

Os únicos preparativos que você deve ter antes de embarcar com o seu animal de estimação são: documento provando que as vacinas estão em dia, com um laudo datado do veterinário, e esse laudo deve ser levado no Ministério da Agricultura do aeroporto de 2 a 10 dias anteriores à data de viagem, para que o CZI seja emitido. Mas Tais dá uma dica preciosa: Eles trabalham com agendamentos, então não deixe para última hora!

O planejamento com antecedência também é essencial para garantir a passagem do seu melhor amigo. Não são todas as companhias que aceitam levar animais, e as que aceitam, possuem vagas limitadas por vôo – por isso, é bom comprar as passagens o quanto antes!



Planejamento feito, passagens e documentos em mãos, e chegou o grande dia! Dia 31 de janeiro de 2018, Argos estava pronto começar sua nova vida em Vancouver. Como o peso dele mais o peso da caixa de transporte não ultrapassava 10 kgs, ele veio na cabine, juntinho de Tais. Mas antes de embarcar, ela fez de tudo para seu filho ficar o mais confortável possível: eles passearam e correram juntos para que Argos ficasse bem cansadinho e (esperançosamente) dormisse durante a viagem. Tais também comentou que Argos ficou em jejum por algumas horas antes do vôo para evitar que ele fizesse suas necessidades no avião – e além disso, avisa que em hipótese alguma leve comida para seu animal “é proibido entrar com ração no país”.

Durante a viagem, Taís admite que Argos não ficou comportado por completo. “Ele teve que ficar dentro da caixa e no chão o tempo todo, e tinha horas que ele se agitava um pouco, acho que queria atenção. Eu conseguia distraí-lo, mas confesso que quando o avião pousou foi um alívio para nós dois”.

E a nova vida em Vancouver? Tanto Argos quando Taís adoram! “Ele já chegou adaptado! Não estranhou nada, muito pelo contrário. No Brasil ele não gostava de passear, eu ia levar e ele sentava. Aqui, caminha muito, no verão chega a andar 10km comigo! Ele mudou para melhor!”



Ela também dá algumas dicas das despesas de ter um animal de estimação no Canadá. Existe uma licença obrigatória que você deve pagar anualmente à prefeitura, que custa em torno de 45 dólares canadense.

Outra diferença em relação ao Brasil são os cuidados básicos: Aqui, produtos como vermífugo e anti pulgas não são facilmente comprados em pet shops – só um veterinário pode providenciá-los.

Além disso, um check-up anual custa em torno de 300 dólares canadenses. Você também a opção de adquirir um plano de saúde para o seu pet, mas isso fica à seu critério.



Se inspirou na história de Argos e está pronto para fazer essa jornada juntamente com seu animal de estimação? Então contate a e-Visa e garantimos a melhor estratégia de imigração para você e seu pet!
0

Dicas Canadá

Está pensando em imigrar para o Canadá com o seu filho, ou já está no país e planeja ter um aqui?

É uma grande decisão a ser tomada, mas não se preocupe: juntamos algumas informações e dicas para te deixar mais tranquilo!




1. Meus filhos podem ir comigo para o Canadá?

Podem sim, basta você nomeá-los como dependentes na sua ficha de aplicação, seja ela Work / Study Permit ou PR.



2. Cheguei no Canadá: Meus filhos tem direito à escola pública gratuita?
Criança estudando


Filhos de estudantes internacionais com idades entre 4 e 18 anos (Em Ontario) ou 5 e 18 anos (em British Columbia) podem estudar no ensino público gratuito durante o período de estudo dos pais, desde que alguns requisitos sejam seguidos.

  1. Um dos pais precisa estar matriculado em um programa de ensino superior full time que conceda pelo menos um diploma, em uma instituição pública.
  2. Se a instituição for privada, o programa deve ser full time e de degree (bachelor ou master).  Algumas exceções se aplicam – para não ter erro, é sempre bom conversar com um consultor educacional.
  3. Programas de certificado não contam, a não ser que o outro cônjuge tenha um work permit válido e esteja trabalhando full time – desta forma a matrícula da criança estará atrelada ao responsável que trabalha e não ao que estuda.
  4. Depois da graduação dos pais – com o PGWP (Post Graduate Work Permit) os filhos poderão continuar estudando no ensino público gratuito.

 

Algo para se ter em mente é que no caso das escolas públicas gratuitas, você não escolhe onde seu filho irá estudar. Normalmente, a escola é definida pelo governo de acordo com o local de sua residência. Assim, primeiro você decide onde irá morar, e depois, entra em contato com o School Board de sua cidade para se informar sobre a documentação e requisitos exigidos, já que eles podem variar de região para região.
Os documentos normalmente solicitados são:

  1. Study / Work permit dos pais
  2. Passaporte dos pais e das crianças
  3. Tradução juramentada da certidão de nascimento e histórico escolar dos filhos.
  4. Carteirinha de vacinas.

Considerando que seu filho vá estudar em uma escola pública de forma gratuita, não há limite de data para a matrícula – o que significa que independente da época do ano que vocês cheguem no Canadá, a criança entrará na escola.


No caso da necessidade de pagar a tuition da escola de seus filhos, você poderá matriculá-los em uma escola pública (isso mesmo, pagando) ou em uma escola privada. Lembre-se de que em algumas situações existe prazo para matrícula da criança, então sempre leve isso em consideração no seu planejamento.





3. A adaptação das crianças imigrantes no Canadá.

Se quando precisamos mudar nosso filhos de escola já dá aquele aperto no coração, imagina mudar de país!
Mas quer saber a verdade? Nossos filhos são muito mais fortes do que pensamos – na verdade, na maioria das vezes elas se adaptam melhor que os adultos. Há muitas oportunidades para o seu pequeno interagir com outras crianças – além da escola, existem vários programas extracurriculares relacionados à cultura, esporte, culinária – muitos deles de graça!

Atividades com crianças




4. Mas meu filho ainda não fala inglês! Como ele vai frequentar a escola no Canadá?

Não precisa se preocupar! Lembre-se que o Canadá é um país altamente diversificado – eles estão preparados para receber estudantes de todos os lugares. Ao entrar na escola, ele passa por um teste simples para determinar o nível atual de inglês. Depois, a própria escola vai providenciar um acompanhamento de reforço com aulas de ESL (English as a Second Language) – que só vai terminar depois que seu filho atingir o nível necessário.

Professor e Aluno

E não pense que eles vão pressionar ou sobrecarregar seu filho – eles entendem que cada um tem seu tempo e suas necessidades. Inclusive, nos primeiros meses de escola, se ele não tiver o domínio da língua, eles não são avaliados!



5. O ensino básico no Canadá é diferente do Brasil?

Em alguns aspectos:

  1. A criança só pode começar a frequentar a escola pública a partir dos 4 anos (Ontario) ou 5 anos (British Columbia).
  2. Os professores evitam ao máximo passar dever de casa – devido ao tempo que os alunos ficam na escola (normalmente desde manhã até o início da tarde).
  3. Há bastante aulas ao ar livre, e as crianças têm de 2 a 3 intervalos por dia.

Parece estranho para você? Sim, aqui o foco é que o aluno desenvolva um senso de comunidade – e chegue no ensino médio já preparado para os desafios da vida adulta e decisões profissionais.






Tendo e criando filhos no Canadá.

1. Já estou no Canadá e planejo em ter filhos por aqui. O que devo esperar?

Durante a gravidez:
Para os primeiros exames, você deve passar com o seu médico de família. Depois, a escolha de quem te acompanhará durante o resto de sua gestação: continuar com seu médico, com um obstetra / ginecologista, ou uma midwife (Uma midwife não é igual a uma parteira – para ser midwife, é preciso estudos e formação específica).
Na maioria dos hospitais, você pode ter visitas guiadas onde conhece a estrutura do hospital e dos quartos, recebe informações sobre o processo de admissão, parto e alta – e aí, pode se registrar no hospital onde tem interesse de ter o bebê.
Outro aspecto que pode facilitar muito a sua gravidez é a cultura de trabalho canadense: Os horários de trabalho são flexíveis e muitas empresas permitem trabalho remoto.

Chegou a hora!
Com o seguro de saúde público, você pode ter o seu filho no hospital sem custo nenhum. Agora, se você preferir ficar em um quarto particular, talvez você tenha que pagar uma taxa a mais por isso – depende da disponibilidade.

Diferente do Brasil, não existe um tempo determinado para a alta médica.. assim que os médicos determinarem que você e o bebê já estão estáveis e bem, você pode ser liberada para voltar pra casa – isso garante que a família tenha uma recuperação mais confortável em casa e também que os leitos dos hospitais estejam sempre disponíveis para novas mamães.

Os primeiros passos.
Na maioria dos casos, o apoio aos novos papais não acaba ao sair do hospital: após os primeiros dias, uma enfermeira faz uma visita para checar se está tudo bem tanto com os pais quanto com o bebê – além disso, há todo um suporte emocional e psicológico disponível caso seja necessário – totalmente sem custo.
Aqui, a licença maternidade é de 1 ano, e ela pode ser compartilhada entre os pais. Ou seja, um dos pais pode tirar 6 meses e o outro os demais 6 meses, ou como preferirem. Mas atenção: o parceiro precisa aplicar no site do governo para ter esse benefício!

Hora de voltar à rotina, e agora?
Primeiramente, não se preocupe: Onde quer que você esteja, existem inúmeros grupos de papais e mamães prontos para apoiar e ajudar! <3
Como o ensino público gratuito no Canadá só começa depois dos 4 (Ontario) ou 5 anos (British Columbia), você deve achar um responsável para cuidar de seu pequeno enquanto você estiver trabalhando – para isso, você tem 2 opções: Babá e Daycare.

O custo de uma babá vai depender da experiência, expertise e se ela tem ou não uma formação específica em cuidados com crianças – o preço varia entre $15 e $20 por hora.
Agora, se você escolher o daycare (creche) existem várias opções. Uma creche em horário integral (full time, normalmente das 8am até às 4pm ou 6pm) custa em torno de $1 mil a $1.8 mil.
Recomendamos que você comece sua pesquisa o quanto antes: há mais demanda do que oferta nas creches, por isso, não conte com a sorte. A lista de espera é longa, as turmas são pequenas e parentes de crianças já matriculadas tem preferência – assim, a rotatividade é pequena.

Por conta da demanda, o governo também permite que pessoas físicas abram suas casas para o chamado “family day care” – mas cuidado! Sempre procure um family day care licenciado – essas são auditadas e você tem a certeza que tem seguro, primeiros socorros e a estrutura necessária.

Além disso, existem algumas instituições com programas de daycare – inclusive faculdade. Em algumas delas, se você é um aluno, você tem direito de usar a daycare para o seu filho.
A YMCA – bem conhecida pela sua academia, também possui um programa de daycare, que envolve várias atividades legais para as crianças – mas por isso mesmo, é tão difícil de conseguir vaga. Se você quiser matricular seu filho na YMCA, é bom ficar atento à data de matrícula!

Mae e bebe


Eles crescem tão rápido… Como posso garantir um futuro para meu filho?
Dois programas do governo merecem uma atenção especial:
CCB (Canadá Child Benefit): Nada mais é do que um dinheiro que você recebe para cuidar do menor. Pode ser com estudos, material escolar, roupa, o que seja, desde que seja para o cuidado do seu filho. Você pode aplicar para esse benefício depois de um ano e meio no país (inclusive com Study / Work permit) e a triagem é feita a partir do imposto de renda.
Para mais informações sobre as regras e requisitos do benefício, você pode acessar o site oficial do governo canadense.

RESP (Registered Education Savings Plans) – É uma conta poupança para educação – você deposita uma quantia e o governo também – até a criança completar 18 anos. Qualquer banco está apto a fazer esse plano.
Para mais informações sobre os tipos de plano e como aplicar, acesse o site do Governo do Canadá.




2. Atividades para crianças

Pronto, sonhos realizados! Agora você quer aproveitar tudo o que esse país tem de melhor juntinho do seu pequeno! O que fazer? Juntamos algumas dicas de alguns lugares para vocês se divertirem:

British Columbia



Ontario





Confira + dicas em nosso canal no YouTube:




Quer ter uma vida de qualidade com a sua família no Canadá? Entre em contato com a e-Visa que te auxiliamos em todo seu processo de visto, estudos, trabalho e imigração para o Canadá!

0

Vida no Canadá

Nos divertimos muito durante os dois dias de Carnaval del Sol. E não poderia ser diferente, pudemos comemorar o melhor da cultura latina ao lado de amigos clientes, ao som de bandas incríveis e comidas típicas deliciosas!




Dia 1

O sábado começou chuvoso e os visitantes chegaram bastante tímidos na nossa tenda, mas bastou sair um solzinho para que o espírito caloroso dos brasileiros surgisse para animar a festa. E quem também se animou para a festa foram os nossos consultores que estiveram em nossa tenda para tirar fotos e dúvidas de imigração de todos que passaram por lá.


Dia 2

O dia já começou ensolarado e animado, e muitas pessoas que acompanham nossos canais do Instagram e Facebook garantiram a visita no nosso stand, fazendo deste o dia mais animado do Carnaval del Sol para nossa equipe!





Sorteio: Carnaval del Sol

Aqueles que nos visitaram puderam concorrer à duas consultas de imigração com a nossa consultora Marilene Quintana.
E como ainda não nos cansamos de comemorar, queremos parabenizar as ganhadoras:
Luciana Alves Sued & Joanna Dziegielewska.






Quem apareceu por lá

E se você perdeu a oportunidade de roubar sua foto da postagem do Instagram Stories, construímos uma galeria de fotos dos nossos queridos visitantes durante o evento:

” order_by=”sortorder” order_direction=”ASC” returns=”included” maximum_entity_count=”500″]



Obrigado à todos pela presença e continuem nos seguindo nas Redes Sociais para mais eventos e sorteios!

0

Dicas Canadá
Vancouver já está preparada para várias atrações para esta Holiday Season. Feiras, compras, culinária… e muitas atividades turísticas. Separamos algumas das principais atrações para você se programar e aproveitar!


1. Vancouver Christmas Market screen-shot-2016-11-28-at-11-05-22-am O autêntico mercado de Natal com inspiração alemã apresenta deliciosa comida, bebidas e várias atividades temáticas. Além disso, uma seleção autêntica de esculturas de madeira, brinquedos, produtos de malha, e outros presentes originais.


2. Enchant Christmas Light Maze and Market
enchant-storybook-enchant Enchant é o maior labirinto de luzes de Natal do mundo, composto por mais de 55.000 sq. ft. de esculturas iluminadas com temas de Natal. Enchant também possui um mercado com mais de 40 fornecedores locais, 12 food trucks e área de alimentação.
  • Quando: 25 de novembro a 31 de dezembro de 2016
  • Onde: 1st e Crowe Street, entre Cambie Bridge e Olympic Village
  • Mais infos: http://enchantchristmas.com/



3. Bright Nights Christmas Train in Stanley Park
brightnightschristmastrainstanleypark2015-1 O Bright Nights Christmas Train in Stanley Park é iluminado por mais de 3 milhões de luzes cintilantes! Aproveite o passeio que é encantador!


4. Festival of Lights at VanDusen Botanical Garden
vandusen-festival-of-lights-2016 Um jardim incrível decorado com mais de um milhão de luzes. Confira o novo carrossel do jardim e o famoso show de Dancing Lights no Lago Livingstone.


5. Canyon Lights at the Capilano Suspension Bridge
screen-shot-2016-11-28-at-11-37-51-am Capilano Suspension Bridge Park é uma das atrações turísticas mais populares em Vancouver. Imagine agora como deve estar, toda iluminada! Lá você vai encontrar a árvore de Natal mais alta do mundo (153 feet de altura) e uma nova exposição de iluminação interativa na floresta tropical.


6. Santa Claus Parade
screen-shot-2016-11-28-at-11-46-00-am A Santa Claus Parade acontece em Downtown Vancouver e este ano contará com mais de 65 carros alegóricos e 3.500 participantes. Eles também estarão coletando doações para o banco de alimentos no Coast Capital Savings Christmas Square.


7. Pista de Patinação na Robson Square
robsonsquareicerink A Pista de Gelo da Robson Square já está preparada para mais uma temporada! Taxa de aluguel do patins: $4.00 por pessoa.


8. Peak of Christmas on Grouse Mountain
screen-shot-2016-11-28-at-12-09-09-pm No topo da Grouse Mountain, você pode patinar em uma lagoa congelada, passear por instalações iluminadas e pela aldeia de gengibre, e tomar um café da manhã com o Papai Noel. Além de outras atrações incríveis!

Aproveite as atrações e… Merry Christmas! Curta, comente e compartilhe 😉
0

Dicas Canadá
Vancouver e Toronto são sempre as duas cidades mais escolhidas para os imigrantes e intercambistas brasileiros. Mas, sempre surge a pergunta: qual cidade eu devo escolher? Separamos as principais características das cidades para te ajudar a decidir.


Veja a seguir:

Clima
Vancouver tem um Inverno mais ameno, com temperaturas médias (entre Dezembro e Janeiro) por volta de 5º positivos. Durante a mesma época, Toronto pode registrar entre -10º a -20º negativos. Entretanto, ambas as cidades oferecem excelente infraestrutura para suportar o frio – todos os prédios, ônibus e metrô possuem isolamento e ar quente. screen-shot-2016-11-14-at-9-05-02-am

Qualidade de Vida
Tanto em Vancouver quanto em Toronto a qualidade de vida é inquestionável, principalmente nos quesitos transporte, infraestrutura e segurança. Os brasileiros costumam comparar Vancouver com o Rio de Janeiro pelo ritmo de vida mais tranquilo, paisagens incríveis, praias, diversas atividades ao ar livre e o estilo de vida ligado aos esportes e à saúde. Já Toronto é comparada a São Paulo. Por ser uma cidade mais cosmopolita, Toronto é uma cidade com vida noturna agitada, vida gastronômica rica e muitas atividades culturais. Uma das principais desvantagens, assim como São Paulo, é o trânsito. Por ser uma cidade grande (mais de 2,6 milhões), quando há alterações ligadas às vias para carros, podem causar transtornos. Vancouver tem muito mais ciclovias do que Toronto. A Seawall é um caminho que passa em volta de Downtown e pelo Stanley Park e pode ser percorrida a pé ou de bicicleta/patins.


Custo de Vida
Os preços dos alugueis em Vancouver é bem parecido com Toronto, mas se quiser comprar imóvel, Vancouver é uma cidade bem mais cara. Em compensação, o passagem do metrô/ônibus para 1 zona (região) é mais barata: $2.75 contra $3 em Toronto. Mas, se precisar comprar para mais de uma zona, o preço sobe bem.   screen-shot-2016-11-14-at-9-04-17-am

Economia
A população de Toronto é quase o dobro de Vancouver, com uma economia mais ampla e diversificada. A indústria canadense está em grande parte concentrada em Toronto, enquanto Vancouver possui uma economia mais centrada nas áreas de turismo, tecnologia e educação.


Turismo
O turismo disponível ao redor das duas cidades pode te ajudar na escolha por Toronto ou Vancouver. Toronto fica próxima de cidades como Quebec, Montreal, Nova York, Ottawa e Chicago. Já, Vancouver tem Whistler, Victoria, as famosas Rocky Mountains (em Banff, Jasper), Calgary, Seattle. Vai do estilo e interesse no tipo de turismo que você prefere.

A proximidade com Brasil
Ao comparar com o Brasil, Toronto é a cidade mais próxima do país. Companhias aéreas oferecem voos diretos entre São Paulo e Toronto. Já para ir até Vancouver, é necessário viajar até Toronto e, em seguida, pegar um segundo voo, que tem em média duração de 4 horas – o que torna a viagem um pouco mais longa e cara. E aí? Qual a sua cidade preferida? Deixe aqui nos comentários qual você escolheria e, se tiver mais sugestões de diferenças/semelhanças entre as cidades, compartilhe com a gente!
6